Prorrogação de Matrícula
Prorrogação de Matrícula EAD
Crédito recorrente
Odontologia
Campanha Março
Ed. Física
Transferência Presencial
Prorrogação de Matrícula
Prorrogação de Matrícula EAD
Crédito recorrente
Odontologia
Campanha Março
Ed. Física
Transferência Presencial
Araia Unidombosco
previous arrow
next arrow


nomadismo-digital

Nomadismo digital é um termo que já se escutava há alguns anos, mas que agora, desde a pandemia, tornou-se muito comum e recorrente.

Quem conhece a etimologia das duas palavras já sabe do que trata o termo, porém para os que não conhecem vamos detalhar a explicação.

Nomadismo é a prática daqueles que não vivem em um local fixo. Digital é relativo a dados e tecnologia.

Portanto, grosso modo, nomadismo digital é a prática daqueles que vivem viajando e trabalhando pelo mundo, mas conectados de forma digital, principalmente ao trabalho.

Na prática, como funciona o nomadismo digital?

Assim como a maioria das coisas, na teoria parece mais simples do que na prática.

Após a pandemia, o home office se tornou algo acessível para muitos que sequer imaginavam e estavam acostumados a isso.

Literalmente um novo mundo se abriu para pessoas que durante toda uma vida profissional se acostumaram a horários e locais fixos.

Para muitos foi libertador e, para outros, um problema.

Para os que foi libertador, o nomadismo digital se encaixa como uma luva. Para os que foi um problema, certamente esse caminho não é para eles.

Poder trabalhar de qualquer lugar, em qualquer horário, traz vantagens como liberdade, melhora na qualidade de vida, diferentes oportunidades. Porém, traz o que pode ser visto por alguns como desvantagens: falta de rotina, dependência de equipamentos próprios e de redes de internet, distância de pessoas queridas e de colegas de trabalho.

Com isso, fica bem claro que o nomadismo digital não é para qualquer um. Porém, pesquisas mostram que ele é para muitos e as previsões são de que até 2035 haverá um bilhão de nômades digitais.

Home office não é nomadismo digital

Não confunda. O home office é uma prática que colabora e pode até impulsionar alguém a ser um nômade digital.

No entanto, ser um nômade de verdade é muito mais do que ter um trabalho que lhe permita viver onde quiser.

Aquele que trabalha no formato home office todos os dias na sua casa, em um escritório mesmo que improvisado, é um trabalhador home office.

Aquele que tem a sua casa nas costas junto com seu computador e outros equipamentos de trabalho, e hoje faz sua reunião de um café em uma cidade na praia e na outra semana faz uma outra reunião em um hostel numa cidade no campo, é um nômade.

Muitas pessoas se adaptaram bem ao home, mas não se adaptariam ao nomadismo. Assim como já falamos que muitos não se adaptaram ao home.

Esse autoconhecimento é essencial para quem busca viver de uma forma diferente da maioria e do que foi acostumado. As novas gerações certamente terão mais facilidade em viver o nomadismo (a pesquisa mostrada é um exemplo disso) pois a estrutura de formato de trabalho tem sofrido, já, mudanças significativas. Os que foram acostumados a picar cartão de ponto, chegar às 9h e ir embora às 18h, fazer sua pausa em tal horário para o cafezinho, terão mais dificuldades. Apesar disso, temos visto muitas pessoas, devido aos benefícios do nomadismo, deixando de lado seus costumes e se arriscando nesse novo formato de vida.

Faça uma autoanálise. Se você é dos que sai da zona de conforto com facilidade, gosta de conhecer pessoas e lugares novos, tem oportunidade de um trabalho home office e não se importa de ter a vida em uma mochila nas costas, o nomadismo digital pode ser a sua nova forma de viver.

Escreva nos comentários se você é ou será um nômade digital.

 

última atualização em: 13 de junho de 2022