Graduação EAD
Mega vestibular
Prorrogação de Matrícula EAD
Crédito recorrente
Campanha Março
Ed. Física
Graduação EAD
Mega vestibular
Enfermagem presencial
Crédito recorrente
Campanha Março
Pós EAD
previous arrow
next arrow


home office

Desde o início da pandemia, em 2020, que muitos têm se questionado se o home office de fato virou tendência ou não.

O fato é que algumas empresas e segmentos já viviam de alguma forma esse tipo de trabalho e muitas que nem sequer imaginavam que isso seria possível se depararam com essa realidade e tiveram que se adequar a ela.

Mas também é fato, de acordo com algumas pesquisas, que somente 10% da população brasileira viveu durante a pandemia essa realidade do home office.

Em alguns tipos de ocupação e de segmentos essa possibilidade não existe e o que vamos falar aqui tem sempre como parâmetro aqueles nos quais essa realidade é, de alguma forma, possível.

Atualmente, passados dois anos e com o aumento da população vacinada, é que poderemos, talvez, responder a essa pergunta.

Home office virou tendência?

Há quem diga que sim. Muitas empresas abandonaram seus escritórios físicos e estão com 100% do seu pessoal trabalhando em home office.

Pesquisas mostram que 80% das empresas gostaram da experiência de home office e que 60% acreditam que a modalidade melhora a performance.

Muitas empresas viram seus resultados aumentarem e seus custos fixos diminuírem. Aluguel, energia e tantos outros itens deixaram de ser gastos. Essa é uma análise importante a ser feita e que fez muita diferença na escolha das que optaram por manter o home office.

O home office possibilitou também que muitas empresas pudessem contratar profissionais de outras localidades, o que para boa parte delas tem sido bastante benéfico. Algumas áreas têm escassez de determinado tipo de profissional em algumas localidades e o home office tem se tornado uma alternativa interessante. Alguns mercados têm mais destaque nas grandes capitais e, com isso, muitos profissionais não precisam mais se deslocar para conseguir vagas.

Uma boa solução, tanto para as empresas quanto para os profissionais.

Porém, o que temos visto nos dias de hoje se transformar talvez em tendência não é tanto o home office, mas sim o chamado modelo híbrido.

Nesse modelo, os profissionais dividem sua semana de trabalho entre o trabalho presencial na empresa e o remoto.

Uma divisão 60/40 ou 70/30 é o que costuma ser feito, deixando os profissionais a maior parte do tempo em home.

Com isso, muitas empresas também conseguiram diminuir custos, pois precisam de menos espaços de trabalho. Algumas que utilizavam grandes prédios, por exemplo, foram para menores e algumas até estão utilizando espaços de coworkings.

Os gestores têm enxergado esse modelo como interessante, visto que as trocas presenciais existem, o que é colocado por muitos como um fator negativo do home office, porém também com as vantagens sentidas pelo home, algumas já citadas aqui.

Conte para gente nos comentários em qual modelo de trabalho está hoje e continue acompanhando o Blog UniDomBosco para se manter sempre atualizado. 

 

 

última atualização em: 8 de março de 2022