O que fazer se escolhi errado a minha carreira profissional?

As pressões para escolher uma carreira profissional, logo após o término do Ensino Médio, são muitas e, infelizmente, para suprir as expectativas alheias muitos fazem escolhas erradas sobre o que desejam fazer.

Se você acredita estar nesse grupo de “já se pegou questionando sobre o que fazer se escolheu errado a carreira profissional”, esse texto pode te ajudar.

Como saber se escolhi a carreira profissional errada?

Desde bem pequeno, você deve ter sido questionado sobre o que faria quando crescesse e pode ser que durante algum tempo suas respostas a essa pergunta tenham sido dadas sem a menor preocupação. 

Mas quando “o que vai fazer quando crescer” muda para “como vai sobreviver”, a tensão passa a tomar conta e as decisões acabam nem sempre sendo as melhores. 

A frustração de ter escolhido uma carreira profissional errada, principalmente se você investiu seu tempo e dinheiro em uma faculdade de muitos anos, pode ser gigantesca. 

Porém, é importante não confundir uma escolha de carreira inadequada com um dia ruim.  

No entanto, se você já identificou que o problema está na carreira profissional escolhida, preste atenção em alguns sinais que podem identificar que você está certo.

Tudo o irrita no trabalho, desde seus colegas (mesmo que não tenham feito nada) até o seu ambiente?

Você não tem a mínima vontade em trabalhar e com isso está sempre mal-humorado, falando e agindo de maneira inadequada?

Quando a carreira profissional não agrada, fica muito complicado perceber a sua função no mercado de trabalho.

Você até chega a acreditar que com ou sem você as coisas funcionam da mesma forma e  não encontra uma razão válida para o que faz, a não ser ganhar dinheiro e às vezes nem isso.

Seguir em frente e evoluir faz parte de tudo na vida e na carreira profissional é essencial.

Quando não se tem satisfação no que faz, vislumbrar um cargo superior ou investir em sua vocação torna-se muito difícil.

Embora a atitude esteja atrelada a inúmeros outros fatores, a proatividade em seu trabalho representa o quanto você está disposto e crente de sua importância nele. Então, se você só tem feito suas tarefas porque deve, talvez esteja no momento de repensar sua carreira profissional.

Tomar decisões sérias apenas para agradar a outros aumenta a tendência de fracasso. Se a sua decisão foi baseada em sugestões ou expectativas de amigos ou parentes, você tem alto risco de ter tomado a decisão errada. 

Se as suas respostas foram sim para a maior parte dos tópicos anteriores, certamente você está na carreira profissional que não vai te trazer nem benefícios pessoais, nem profissionais. Mas é importante saber que é possível reverter a situação.

Antes de qualquer decisão, pesquise e desvende tudo sobre a área que realmente o faria feliz. Porém, nunca se esqueça: não existe trabalho perfeito, todos têm altos e baixos.

Se você já concluiu uma faculdade e não está feliz, pode optar por fazer uma pós-graduação de um curso que realmente o agrade, investindo menos tempo do que em uma nova graduação. 

Os MBAs também são boas opções para profissionais que já possuem uma base sólida no mercado e desejam focar em áreas específicas, independente de sua formação acadêmica.

Seja qual for a sua escolha, não permita que a decepção de ter escolhido errado sua carreira profissional o deixe desmotivado. Afinal, o conhecimento sempre agrega e o que você aprendeu estará vivo em sua mente. 

Outra forma de encarar o futuro de forma positiva é entender que outras pessoas também precisaram lidar com o mesmo problema, procuraram uma solução e hoje são profissionais realizados. 

O importante é nunca desistir de se encontrar profissionalmente.

Gostou desse conteúdo? Continue acompanhando o Blog UniDomBosco para se manter atualizado.

última atualização em: 29 de novembro de 2021