O que faz um profissional de Odontologia

A principal função do profissional de Odontologia é atuar na prevenção e nos estudos relacionados ao sistema mastigatório, considerando a cabeça, o pescoço e, principalmente, a boca. O cirurgião-dentista, portanto, deve estar preparado para trabalhar com articulações, musculaturas, ossos e, claro, gengiva, raízes e dentes.
O profissional de Odontologia, que ainda pode ser chamado de odontologista, tem duas grandes frentes de atuação: prevenção e cura de doenças relacionadas à boca e estética. Ele pode trabalhar em ambas, mas a maioria dos dentistas opta por se especializar em uma área e seguir a carreira nela.

O Brasil é o país que mais forma dentistas no mundo e, mesmo assim, a demanda por bons profissionais é altíssima, já que são muitas as doenças relacionadas à saúde bucal, além de bastante procura por questões estéticas, como já mencionado acima.

As principais áreas de especialização para o profissional de Odontologia

É bastante natural na profissão que os odontologistas, assim que formados e com um pouco de experiência em clínicas, busquem se especializar para melhorar os seus serviços e, também, aumentar os ganhos financeiros.

As possibilidades de especialização são muitas e podem envolver, por exemplo:

– Ortodontia: trabalha com a posição dos dentes e a mordida, atuando no paciente desde a avaliação inicial, até a colocação de aparelhos móveis ou fixos, acompanhando todo o tratamento da pessoa.

– Periodontia: especialidade que cuida do tratamento, da preservação e limpeza de gengivas, ossos e dos dentes em si.

– Endodontia: trata da polpa e da raiz do dente. Entre os serviços prestados por esse profissional, o mais famoso é o popular “canal”.

– Implantodontia: lida com pinos, implantes e próteses.

– Traumatologia e Cirurgia Bucomaxilofacial: atende pacientes que tenham se acidentado e/ou realiza cirurgias e tratamentos e lesões.

– Radiologia: dentista especialista em raio-x e nas tecnologias correlatas.

Essas seis especialidades são apenas algumas em um universo de opções que cresce cada vez mais. Além de escolher “o que quer fazer”, o profissional de Odontologia também pode selecionar o seu público por faixa etária (pode ser odontopediatria, por exemplo) e mesmo por classe social e renda.

Como membro da área da saúde, a Odontologia também zela por um papel social importante, já que o bem-estar e a estética da boca (e do sorriso) interferem diretamente em outras questões do funcionamento do corpo, físicas e psicológicas.


Como se tornar um cirurgião-dentista?

Recebe o título de cirurgião-dentista o profissional formado na Graduação de Odontologia, com o devido registro no CRO (Conselho Regional de Odontologia) do respectivo estado em que a pessoa atua. Existe também o CFO (Conselho Federal de Odontologia), que reúne diretrizes nacionais em relação à área.

O UniDomBosco, nota máxima no MEC e com estrutura completa no campus de Curitiba-PR, oferece o curso presencial de Odontologia, com duração de cinco anos, nos períodos matutino e noturno. Saiba como se inscrever e veja mais detalhes aqui.