outubro-rosa

Outubro chega e com ele vemos e ouvimos muito falar sobre a campanha “Outubro Rosa”.

Atualmente, esse é um mês em que o rosa toma conta de muitos lugares e a conscientização já chegou a uma grande parte da população mundial.

Mas sempre é preciso melhorar esses números e nem sempre foi assim.

Mas, sobre o que é essa campanha?

É uma campanha de conscientização sobre a prevenção e o diagnóstico precoce do câncer de mama. Ela é uma campanha internacional e o mês de outubro é dedicado a ela.

De acordo com as pesquisas, o câncer de mama é o que mais acomete mulheres no Brasil e no mundo e é o segundo em incidência, somando toda a população, pois existe esse tipo de câncer em homens.

Esse é o tipo de câncer com maior índice de mortalidade entre as mulheres.

O diagnóstico precoce é um dos principais fatores para melhores resultados no tratamento e, por isso, é importante conhecer os sintomas.

Os principais sinais e sintomas suspeitos de câncer de mama são: caroço (nódulo), geralmente endurecido, fixo e indolor; pele da mama avermelhada ou parecida com casca de laranja, alterações no bico do peito (mamilo) e saída espontânea de líquido de um dos mamilos. Também podem aparecer pequenos nódulos no pescoço ou na região embaixo dos braços (axilas).

Porém, independentemente dos sintomas, as consultas médicas periódicas são essenciais e esta é uma das grandes bandeiras da campanha: a prevenção.

Não há uma causa única para o câncer de mama. Diversos fatores estão relacionados ao desenvolvimento da doença entre as mulheres, como: envelhecimento, determinantes relacionados à vida reprodutiva da mulher, histórico familiar de câncer de mama, consumo de álcool, excesso de peso, atividade física insuficiente e exposição à radiação ionizante.

Como surgiu o “Outubro Rosa”?

Foi na década de 90, nos Estados Unidos, que o movimento iniciou. Primeiramente, em alguns estados, com pequenas campanhas sobre o tema. Depois, o Congresso Americano aprovou a campanha e ela tomou proporção nacional.

O símbolo do laço cor-de-rosa foi trazido pela Fundação Susan G. Komen for the Cure, na primeira corrida pela cura, que foi realizada em Nova York, em 1990. Os laços foram distribuídos para os corredores e, depois desse evento, passou a ser um símbolo.

No Brasil, o primeiro sinal de maior envolvimento com a campanha foi em 2002. O Obelisco do Ibirapuera, em São Paulo, ficou iluminado com luzes rosas. Aos poucos, o movimento foi tomando mais corpo, mas somente em 2008 é que ganhou força total, com várias cidades participando, promovendo eventos e iluminando monumentos. Até o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, foi iluminado.

Estamos iniciando mais um Outubro Rosa e, a cada ano, participar e promover essa campanha faz, literalmente, diferença na vida de muitas pessoas.

Una-se ao UniDomBosco pelas nossas redes sociais nesta linda campanha.

 

última atualização em: 27 de setembro de 2022