Graduação EAD
Mega vestibular
Prorrogação de Matrícula EAD
Crédito recorrente
Campanha Março
Ed. Física
Graduação EAD
Mega vestibular
Enfermagem presencial
Crédito recorrente
Campanha Março
Pós EAD
previous arrow
next arrow


piso-salarial

Quando um profissional entra no mercado de trabalho, muitos são os termos novos que ele escuta.  Muitos específicos de sua própria área de atuação e muitos outros que fazem parte da vida profissional, como é o caso do piso salarial.

Esse é um termo, como muitos outros, que mesmo profissionais já atuantes no mercado não compreendem muito bem e por isso vamos tratar deste tema.

Para entender melhor o que é piso salarial, é preciso definir e compreender outros termos relacionados.

Mas antes, uma definição simples de piso salarial:

Agora vamos aos outros conceitos

Salário é uma retribuição financeira periódica do empregador ao empregado, que costuma ser especificada por meio de um contrato de trabalho.

É o menor salário que pode ser pago ao empregado. Ele é estabelecido por lei e válido para todo o país. Seu reajuste é feito com base na inflação.

Categoria Profissional é o conjunto de empregados que, em virtude do exercício de uma mesma atividade de trabalho ou profissão, possuem interesses jurídicos e econômicos próprios e coincidentes.

Um Sindicato é uma associação de trabalhadores, tendo como função defender os seus interesses e direitos profissionais e de sua cidadania.

Com essas definições bem simples de alguns dos termos que fazem parte da definição de piso salarial, fica mais fácil compreender o seu significado.

piso-salarial

Piso salarial então é….

Vamos exemplificar para deixar ainda mais claro.

Você, fisioterapeuta, recebe uma proposta de trabalho no ano de 2022 na cidade de São Paulo. Como está iniciando a carreira, não faz ideia de quanto seria um salário justo e por isso realiza uma pesquisa no Google.

Esse é o resultado da pesquisa: Um Fisioterapeuta trabalhando na cidade de São Paulo, SP ganha entre R$ 3.196,95 (média do piso salarial 2022 de acordos, convenções coletivas e dissídios) e o teto salarial de R$ 5.255,15, sendo que a média salarial fica em R$ 3.355,72, para uma jornada de trabalho de 30 horas semanais.

A proposta que recebeu era de R$ 4.000,00, para uma jornada de 30 horas semanais. Analisando a proposta e a resposta pesquisada no Google, esse salário corresponde às expectativas.

Uma amiga sua te conta que recebeu, também, uma proposta de trabalho para trabalhar as mesmas 30 horas semanais, porém recebendo R$ 2.500,00. Analisando sua pesquisa e o que entendeu sobre piso salarial, você orienta sua amiga a não aceitar a proposta e conversar com a empresa sobre o fato desta oferta não ser condizente com o piso salarial da categoria no estado de São Paulo.

Se essa proposta fosse na Bahia, por exemplo, ela até poderia ser aceita já que o piso salarial neste estado é de R$ 2.600,00.

Uma dúvida muito comum entre os profissionais é se vale mais a pena receber o piso salarial ou o salário-mínimo.

Na prática, o empregado não faz essa escolha. O piso costuma ter um valor maior do que o salário-mínimo e, com isso, nas profissões que possuem sindicatos e estabelecimento de piso, o pagamento será baseado nele. Caso contrário, a base é o salário-mínimo.

Lembrando sempre que eles são os valores mínimos que podem ser pagos aos profissionais por determinadas cargas horárias e devido a isso é que existem as diferenças salariais que são vistas entre empresas, cidades, estados.

É preciso, como nos exemplos que forem dados, estar atento e informado sobre os valores vigentes de ambos para poder entender se o que lhe é ofertado está dentro ou não do justo.

Determina-se o mínimo e em alguns casos, o máximo (o chamado teto salarial) com o objetivo de trazer parâmetros, entre outros benefícios, para empregadores e empregados.

E no caso de o empregado detectar que o valor que está sendo pago não é o mínimo estabelecido por piso ou salário, ele pode fazer uma denúncia ao Ministério do Trabalho.

Agora, conte nos comentários se você sabia o que era piso salarial ou se este artigo ajudou a entender melhor o tema. E continue acompanhando o Blog do UniDomBosco, para se manter sempre informado.

 

última atualização em: 31 de agosto de 2022