quais-areas-de-atuacao-do-psicologo

O psicólogo e toda a área de psicologia ganham mais importância a cada ano. Com os avanços em pesquisas, estudos e análises do ramo, é cada vez mais possível entender que a mente humana está por trás de muitas doenças contemporâneas e, também, algumas mais antigas, que antes eram diagnosticadas como de outras origens, mas hoje se sabe que têm ligação direta com questões emocionais.

A pandemia, por exemplo, fez com que muitas pessoas parassem para pensar na sua saúde mental. Tanto devido ao momento que se estava vivendo e muitos questionamentos feitos, quanto ao acometimento de doenças como ansiedade e depressão.

De acordo com as pesquisas, no primeiro ano da pandemia, o aumento de doenças como as citadas foi de 25%.

“As informações que temos agora sobre o impacto da COVID-19 na saúde mental do mundo são apenas a ponta do iceberg”, disse Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS. “Este é um alerta para que todos os países prestem mais atenção à saúde mental e façam um trabalho melhor no apoio à saúde mental de suas populações”.

Diante disso, o aumento do cuidado com a saúde mental vem crescendo e, com isso, a demanda por esse tipo de profissional também. Se você se interessa pela área da saúde, entender essa crescente de demanda talvez faça você optar pelo curso de psicologia.
O papel do psicólogo está em praticamente todas as frentes, não só pessoais, como profissionais. Existe hoje a psicologia no esporte, nas escolas, nos departamentos de recursos humanos das empresas, nos consultórios particulares, entre muitos outros, em uma gama extremamente abrangente.
Para todas as áreas de atuação, quem regula os profissionais é o CFP (Conselho Federal de Psicologia), com suas respectivas esferas estaduais.

Por isso, veja abaixo uma lista com as principais áreas de atuação do psicólogo e breves explicações das respectivas responsabilidades.

Psicólogo Clínico
O consultório é o ambiente mais tradicional e comum de atuação para o psicólogo. É no trabalho clínico que o profissional recebe os pacientes, faz os diagnósticos e aplica o tratamento, que depende de cada caso no que diz respeito ao número de sessões, tipo de abordagem, entre outras aspectos específicos. De modo geral, o atendimento no consultório se dá com pessoas que passam por problemas emocionais (pontuais ou não), traumas, controle de ansiedade e transtornos mentais.

Hospitalar
O psicólogo hospitalar é responsável por dar suporte a pacientes internados, mesmo àqueles que não têm problemas emocionais anteriores. A internação, por si só, gera um grande estresse, além da apreensão em casos pré ou pós-cirúrgicos e de diagnósticos de doenças graves. O papel do psicólogo, portanto, é amenizar essas consequências emocionais e dar apoio, inclusive aos familiares.

Educacional/Escolar
É o profissional da psicologia que está dentro das escolas e faculdades, garantindo que a performance dos estudantes (e até mesmo dos funcionários) não seja afetada por questões emocionais. Além do atendimento particular aos alunos em casos que o exijam, o psicólogo escolar também atua na metodologia e no planejamento pedagógico, aplicando estratégias que auxiliem em pontos como concentração, otimização do aprendizado, entre muitos outros.

Orientação profissional
A função pode estar dentro do dia a dia do psicólogo escolar, mas também há situações em que profissionais atuam com orientação profissional fora dos colégios e das universidades. Em ambos os casos, porém, o trabalho é parecido: orientar as pessoas em relação ao futuro na carreira. É importante salientar que apenas psicólogos formados são legalmente capacitados para aplicar testes vocacionais.

Psicólogo esportivo
Quando atingem um determinado estágio de desempenho técnico, os atletas profissionais acabam nivelados nesse aspecto (salvo raras exceções) e o que faz a diferença, muitas vezes, entre ganhar e perder é a capacidade de controlar as próprias emoções durante os treinos e as competições. Por isso, tem crescido consideravelmente a demanda por psicólogos esportivos que deem suporte a esses atletas, não só com objetivo de melhorar os resultados, mas de evitar problemas como ansiedade, depressão e frustração em eventuais derrotas.

Psicólogo de trânsito
Os famosos exames psicotécnicos para pessoas que passam pelo processo de tirar a carteira de habilitação são aplicados por psicólogos especializados no assunto. Além do teste em si, o profissional também é responsável por ações e campanhas de conscientização e mesmo de punição em casos de violação das leis de trânsito e outros problemas relacionados.

Social
Além dos profissionais de serviço social, a assistência às pessoas vulneráveis passa pela atuação de um psicólogo. Essas pessoas podem estar em situação de rua, em prisões, asilos públicos e orfanatos, entre outras. O profissional de psicologia, nesses casos, faz o acompanhamento em sessões particulares e também participa da elaboração de ações sociais para reduzir danos e evitar novos problemas do tipo nas comunidades.

Recursos Humanos
Todo departamento de Recursos Humanos é conduzido por psicólogos, que trabalham desde o momento da pré-contratação dos funcionários, até quando eles se desligam da empresa, seja por qualquer motivo. A área é considerada uma das melhores no que diz respeito a vagas para profissionais de psicologia, sejam eles recém-formados ou já com alguma bagagem na carreira.

Você possui interesse por Psicologia?

Como mencionado no começo do texto, a psicologia é um ramo essencial na sociedade e cada vez mais amplo em oportunidades. Se você tem interesse em construir uma carreira na área, o UniDomBosco pode te ajudar. Conheça o curso de Graduação presencial da instituição, um dos melhores da região.
E para você que está pensando em cursar Psicologia, ou que já cursa, separamos alguns episódios do DOM Universitário, o podcast do UniDomBosco, onde psicólogos tratam de temas interessantes e relacionados à área.

 

Já baixa os episódios e depois conta qual deles você achou mais interessante.

No episódio 5, a psicóloga Daphne Queiroz trata do tema “Mediação de conflito e comunicação não violenta” e, no episódio 17, fala sobre “Gestão de crise e inteligência emocional”.

Jansen Filho, professor do curso de Psicologia traz, no episódio 6, o tema “Ética como estratégia nas organizações de trabalho”.

No 7, a psicóloga Marina Stachiu aborda o tema “Liderança no mundo líquido” e, no 22, aborda a “Adaptabilidade ao novo paradigma da liderança”.

Eugênio Pereira, também professor do curso de Psicologia, conversa, no episódio 23, sobre o tema “Gerenciar a si mesmo- autoconhecimento e autoimagem”.

Um tema melhor que o outro e que mostra bem o quanto a psicologia está presente em todas as áreas da vida e pode colaborar de forma muito positiva em todas elas.

 

 

última atualização em: 21 de setembro de 2022