o-que-se-aprene-na-graduacao-em-gastronomia

Podemos dizer que a graduação em Gastronomia está na moda. Isso porque nunca se falou tanto no assunto Gastronomia quanto nos últimos tempos.

Porém muitos estudantes, principalmente aqueles que se interessam pelo universo da culinária, não entendem muito bem o que se aprende na graduação em Gastronomia e se, de fato, o curso é para eles.

Por isso vamos falar um pouco sobre o que se aprende na graduação em Gastronomia e sobre o mercado de trabalho para os que possuem essa formação.

Esclarecendo…

Vamos iniciar falando sobre a diferença entre o bacharelado e o tecnólogo. Ambos são formações superiores. O bacharelado tem uma carga horária maior das disciplinas teóricas e por isso dura em média quatro anos. Já o tecnólogo foca nos conhecimentos práticos para o ingresso mais imediato no mercado de trabalho, com uma duração menor, de em média 2 anos.

O UniDomBosco oferece o tecnólogo em Gastronomia na modalidade EAD.

O foco do curso é desenvolver as competências técnicas para formar cozinheiros completos. O estudante aprenderá a desenvolver pratos da culinária brasileira, contemporânea e tradicional. Aprenderá também temas de gestão, empreendedorismo e inovação. O objetivo é de que a atuação seja tanto em negócios próprios quanto de terceiros.

Como é o mercado da Gastronomia no Brasil?

O setor teve um grande crescimento nos últimos anos, inclusive impulsionada pela pandemia. Com isso a busca por esse tipo de profissional cresceu bastante.

Um profissional formado na graduação em gastronomia pode atuar de diferentes formas como:

É o responsável por toda a gestão da cozinha, passando pelo preparo dos pratos e a supervisão dos cozinheiros e assistentes.

Atua em cozinhas de restaurantes, bares, hotéis, cruzeiros.

A diferença entre o chef e o personal é que este trabalha em buffets, na casa dos clientes e eventos.

Nessa área, o profissional realiza vistorias nas cozinhas visando garantir que o processo, desde o transporte até o consumo final, seja realizado corretamente e garantindo a qualidade.

A indústria alimentícia precisa de profissionais da gastronomia para desenvolver produtos que atraiam os consumidores, que estão cada vez mais exigentes com relação ao sabor e à qualidade do que consomem.

Tanto em negócios próprios quanto em terceiros, esse profissional pode atuar na gestão operacional de estabelecimentos do ramo alimentício.

O profissional com graduação em gastronomia também pode atuar em cozinhas hospitalares, preparando alimentos de acordo com as orientações médicas e nutricionais.

É possível atuar também prestando consultoria para empresas do setor alimentício quanto ao planejamento, adequação, aperfeiçoamento de processos e dinâmicas.

A faixa salarial varia muito de acordo com a região em que se atua como também a área de atuação escolhida.

Se interessou pelo curso? Busque mais informações no nosso site e continue acompanhando o Blog UniDomBosco.