vídeo-currículo

Que a tecnologia avança cada vez mais rapidamente, todos já sabem, e que ela tem se tornado aliada, em muitos aspectos profissionais, também. Novidades, como o vídeo currículo, se tornam cada vez menos novidades e você também deveria saber.

Porém, muitos profissionais, quando solicitado que façam um vídeo currículo, ficam literalmente perdidos, pois nunca tinham ouvido falar e nem sabem por onde começar.

Calma, vamos esclarecer as dúvidas.

O que é um vídeo currículo?

Ele é o que o próprio nome diz. Um vídeo no qual o candidato irá apresentar suas informações e habilidades, assim como em um currículo escrito, porém com a vantagem de demonstrar, por meio de imagem e som, algumas delas que, somente escritas, não conseguem ser avaliadas.

O vídeo currículo já tem sido muito utilizado nos processos seletivos. Alguns utilizam no início da seleção, como forma de primeiro contato com o candidato, mas a maioria pede o vídeo em um estágio mais avançado da seleção, após ter avaliado e selecionado com maior agilidade os candidatos por meio do currículo tradicional.

Você deve estar se perguntando se é preciso já ter um vídeo arquivado, assim como você tem o currículo tradicional. E a resposta é não.

A ideia do vídeo currículo é que ele seja mais personalizado, ou seja, atendendo as necessidades e expectativas daquela empresa e vaga específica. E, para isso, normalmente as empresas, ao pedirem esse tipo de currículo, enviam algumas orientações.

Essas orientações costumam ser sobre o tempo do vídeo, sobre as informações requeridas e algumas outras. Seguir essas orientações já é um passo importante para que seu vídeo seja bem avaliado.

Como fazer um bom vídeo currículo?

O ponto principal, assim como quando se faz um currículo tradicional, é que ele seja o reflexo da realidade. Ou seja, que não se conte mentiras.

Em um currículo tradicional pode-se escrever várias habilidades que de fato não se possui e, em um vídeo, embora seja mais difícil, também existem maneiras de demonstrar facetas que não se possui.

Uma das formas é pela escolha da roupa. Adequar a roupa ao tipo de empresa é uma coisa. Criar um personagem usando roupas e acessórios que não se encaixam à sua personalidade é outra, e que pode trazer muitos problemas futuros. Lembrando que o objetivo é conseguir determinado emprego e, com isso, trabalhar todos os dias naquele local e com aquelas pessoas. Ter que todo dia, literalmente, vestir um personagem, não dá certo.

Escolher a roupa com atenção ao que você deseja transmitir é super válido e é o indicado.

O vídeo tem o objetivo de conhecer o candidato de uma forma mais real do que a que o papel permite, então é importante que você observe seu modo de falar e tente ser o menos tímido possível, porém é importante ser você mesmo. Ensaie um pouco antes de gravar o oficial, mas atente-se para que não fique parecendo artificial.

Outro detalhe, e que na verdade não é um detalhe, tem relação com o local onde o vídeo será gravado. Muita atenção à luz e aos barulhos externos. Essa atenção não só demonstra o cuidado na elaboração, como outras características que são avaliadas pelos recrutadores.

Preste muita atenção às indicações dadas pela empresa sobre o vídeo, principalmente sobre o tempo. Fale o essencial que foi pedido e não extrapole. Esse também é um quesito avaliado.

Um vídeo currículo não é, e nem deve ser, um “bicho de sete cabeças”. É um processo até que simples e que, cada vez mais, fará parte dos processos seletivos. Por isso, acostume-se e boa sorte.

 

última atualização em: 11 de outubro de 2022